quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

sábado, 10 de novembro de 2012

Coming Back to Life



Where were you when I was burned and broken
While the days slipped by from my window watching
Where were you when I was hurt and I was helpless
Because the things you say and the things you do surround me
While you were hanging yourself on someone else's words
Dying to believe in what you heard
I was staring straight into the shining sun

Lost in thought and lost in time
While the seeds of life and the seeds of change were planted

Outside the rain fell dark and slow
While I pondered on this dangerous but irresistible pastime
I took a heavenly ride through our silence
I knew the moment had arrived
For killing the past and coming back to life

I took a heavenly ride trough our silence
I knew the waiting had begun
And headed straight... into the shining sun

domingo, 6 de maio de 2012

Dia da Mãe...


"And I am not frightened of dying, any time will do, I don't mind. Why should I be frightened of dying? There's no reason for it, you've gotta go sometime."

domingo, 22 de abril de 2012

Compassionate


Your compassionate heart knows the truth of my spirit: that empathy comes from humility. And humility. comes from the deep understanding that each of us is perfectly imperfect.

domingo, 15 de abril de 2012

Para Sempre



Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
— mistério profundo —
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade, in 'Lição de Coisas'

terça-feira, 27 de março de 2012

Mãe





"Since you´ve been gone all i can do is wait Since you´ve been gone all i can do is cry This tears from my eyes, i used to cry when i feel lonely lonely lonely lonely Since you´ve been gone all i can do is wait the roads **** i've walked with you Since you´ve been gone all i can do is cry This tears from my eyes, i used to cry oh the tears keep falling falling falling Since you´ve been gone all i can do is cry This tears from my eyes, i used to cry"

sexta-feira, 9 de março de 2012

Há quem tenha medo...


“As raparigas do Norte têm belezas perigosas, olhos impossíveis. Têm o ar de quem pertence a si própria. Andam de mãos nas ancas. Olham de frente. Pensam em tudo e dizem tudo o que pensam. Confiam, mas não dão confiança. Acho-as verdadeiras. Acredito nelas. Gosto da vergonha delas, da maneira como coram quando se lhes fala e da maneira como podem puxar de um estalo ou de uma panela, quando se lhes falta ao respeito. São mulheres que possuem; são mulheres que pertencem. As mulheres do Norte deveriam mandar neste país. Têm o ar de que sabem o que estão a fazer.”

Miguel Esteves Cardoso

domingo, 4 de março de 2012

The Heart Truth Celebrates Its 10th Anniversary


"In 2012, The Heart Truth® marks a decade of commitment to women's heart health. Starting with February's American Heart Month and throughout the year, the National Heart, Lung, and Blood Institute (NHLBI) reaffirms its commitment to increasing awareness about heart disease among women and helping women take steps to reduce their own personal risk of developing heart disease.

One of the campaign's signature American Heart Month activities, The Heart Truth's Red Dress Collection Fashion Show, kicked off this milestone year with the generous support of celebrities and the fashion community to spotlight the Red Dress as the national symbol of women and heart disease awareness. While millions of women have been reached with NHLBI's heart health message as a result of Red Dress Collection 2012, the real "heart" of the campaign—hundreds of Heart Truth partners, Champions, and individuals—will organize events and activities across the country to spread The Heart Truth." in http://www.nhlbi.nih.gov/educational/hearttruth/



Imagens


Uma música, dois vídeos...





sexta-feira, 2 de março de 2012

Caring

Your genuine concern for others reflects your spirit. The kindness and sincerity you show brings comfort to all the lives you touch.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Beautiful

By nurturing yourself you aloow the spirit to shine. May the beauty you bring to the world, capture the hearts of many, uplifting and inspiring their lives.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Friend

In your relationships you reveal the spirit by supporting, encouraging and caring. By always believing in the best in others and wishing them well, you show the spirit of a friend.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Sépia


As emoções podem ser representadas por cores.
A sépia pode ser apenas uma tonalidade.
E a sépia está a corar a minha vida, neste momento.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

A Paz


"O maior feito do seu manejar é a unidade de homem e espada; uma vez ela conseguida até um talo de erva pode ser uma arma. O segundo feito é obtido pela presença da espada no coração, apesar de ausente na nossa mão; o inimigo é vencível a cem passos mesmo com as mãos nuas. Mas o maior feito de todos é conseguido pela ausência da espada tanto na mão como no coração; o espadachim está em paz com o mundo e jura não matar, mas sim dar a paz à humanidade. Recordai os que deram as vidas pelo maior dos ideais: o da paz."
in O Herói

domingo, 22 de janeiro de 2012

The gold key


The ultimate questions of our life: where do I go? what do I do? what is this all about?... this eternal confusion. And even more than this, this drawing also represents the idea of always questioning the things you do. Never stop questioning.
You should never stand by without taking a position. You have to face the things that will happen to you, you have to confront the media, the governments, the people who pretend they know everything and who say they can control your life.
Questioning, exploring and investigating everything yourself, that's the key. Never give up."
Johnny Deep



quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

"O mundo que estamos a criar"


"O que transpira no actual discurso governamental é não só indiferença face ao empobrecimento generalizado dos portugueses, como a ideia implícita de que esse empobrecimento é moralmente bom, "purifica", regenera. Salazar pensava assim, que a pobreza era uma virtude e muitos dos nossos governantes como acham que tudo o que a mão do Estado toca é por natureza impuro, aconselham dieta aos magros, como se a mortificação a que eles presidem fosse um castigo divino executado pela troika e seus mandantes.

Passos Coelho retirou 25% do poder de compra a centenas de milhares de portugueses, que estão longe de ser mais do que remediados, na melhor das hipóteses, e não teve para com eles uma palavra sequer. Bem pelo contrário, apontou-os no dia seguinte como priveligiados, e como alvo para todos os trabalhadores do sector privado. Nem o Ministro das Finanças nem o Ministro da Economia são capazes de incorporar no seu discurso algo que revele qualquer preocupação social pelo efeitos das medidas que tomam. Bem pelo contrário, aparece desprezo e um certo revanchismo social, seja por ignorância do que é o País, seja por razões ideológicas. O modo como se trata da questão do desemprego, é pelo menos, chocante na sua abstração. Para eles, estar desempregado é uma pura abstração, um número, uma estatística, infeliz por cento, mas nada mais.

(...) Ou será que alguém pensa que um banqueiro, desses que influenciaram e patrocinaram a política de todos os nossos governos, tem menos culpas do que um motorista da Carris? É que parece que sim." Pacheco Pereira, in Sábado

Este texto foi escrito entre Novembro e Dezembro de 2011 (não posso precisar a data), na crónica semana "A lagartixa nunca chegará a jacaré". Para além dela evidenciar a austeridade que todos estamos a ser alvo (raios partam esta palavra!), ela sustenta a falta de sensibilidade do actual Governo na aplicação das medidas: é a ferro e fogo.
Serve esta mensagem para recordar daqui a uns tempos o que passamos.